Os trabalhadores que atuaram na BR-364 com bravura, na perigosa travessia de caminhões durante a cheia Rio Madeira, receberam diária no valor de R$ 214,20.

Por sua vez, a secretária adjunta de Comunicação, Andrea Zílio, recebeu diária de R$ 604,00 apenas para acompanhar a reabertura da estrada. 

Aí o pessoal do governo ficava dizendo nas redes sociais que estava trabalhando muito, que estava dando o sangue, lembram? 

Na verdade estavam, claro, se dando bem sendo muito bem pagos para isso.

A secretária costumava dizer que estava esgotada. Mas esquecia de dizer que estava sendo bem remunerada, ao contrário da plebe. 

“Ô mundo tão desigual, tudo é tão desigual”, escreveu o poeta.

Afinal, qual a necessidade da presença remunerada de Andrea Zillo na liberação de uma estrada?

Confira nas imagens.

 

Governo e Banco do Brasil anunciam que servidores do Acre poderão suspender o pagamento dos CDCs por 4 meses.

Mas, muita atenção: como diz o ditado popular " quando a oferta é grande até o santo desconfia", é bom saber que o banco cobrará juros sobre esses meses de moratória.

E mais: como os juros atuais estão maiores que os juros contratados nos empréstimos, o banco ganhará um pouquinho mais.

Moral da história: essa moratória é o mesmo que falar de corda na casa de enforcados.

Endividado e com as receitas próprias empacadas pela fragilidade econômica do pais, principalmente do Acre, o eleitorado deve ficar de olhos bem abertos para o baú de promessas que os candidatos ao governo abrirão neste período eleitoral.

De certa forma, o melhor compromisso será o da sinceridade no enfrentamento dos problemas e na consequente resulução deles.

Àqueles que prometerem, num toque de mágica, o paraíso equatorial são fortíssimos a promotores da decepção.

O desafio da oposição é maior do que se possa imaginar.

Em 1999, o PT assumiu o governo com o ambiente econômico extremamente favorável, o consumo das famílias em alta e entregará o governo com pesadas dívidas e o estado em petição de miséria.

Hoje o cenário é adverso.

Os oposicionistas tem o dever de dizer com clareza para o povo acreano que a situação atual é grave, sob pena de arcarem com responsabilidades que não são suas.

Caso uma administração da atual oposição fracasse, será mais 20 anos de peia no lombo.

Portando, todo cuidado com promessas e venda de facilidades é pouco.

Se durante a " Operação de Guerra" para evitar o desabastecimento de produtos nas prateleiras, o governo, com nossos impostos, bancou o frete áereo de Porto Velho para Rio Branco, o normal seria que os preço dessas mercadorias tivesse diminuido ou, na pior das hipóteses, permanecido inalterados.

Mas não foi o que se viu.

A verdade é que enquanto uns nascem pra sofrer, outros nascem pra sorrir.

Em momentos de crise a maioria sempre financia os ganhos da minoria.

Na imagem um pagamento de um fretamento pago pelo governo, ou seja, por nós.


Finalmente os pagamentos da Secretaria de Comunicação foram disponibilizados novamente no Portal. 

Só assim sabemos que a Companhia de Selva, dona do contrato mais antigo da amazonia legal faturou, em março deste ano, R$- 1.163.403,11.

Isso representa quase 40 mil reais por dia em gastos com propaganda.

O povo acreano pode ter duas certezas e uma dúvida com relação ao astronômico endividamento do estado. 

A primeira certeza é que os empréstimos foram feitos.

A segunda é que estes terão de ser pagos, sob pena de confisco das receitas oferecidas como garantias.

A dúvida é saber onde essa dinheirama toda foi parar e se os resultados dos investimentos produziram ou produzirão as receitas necessárias para satisfazer as certezas.

Creio que a oposição não deve questionar apenas o endividamento em si, pois todos os estados da federaçao contraem dívidas.

O foco deve ser a dúvida: onde enfiaram o dinheiro. Quais os resultados positivos sobre nossas atividades econômicas e sociais.

Para ilustrar, apenas no início de abril deste ano pagamos mais de 20 milhões de amortizações e juros.

 

A IESA Óleo e Gás S/A, um das empresas relacionadas na agenda apreendida pela Polícia Federal na casa do ex- diretor da Petrobras, foi uma das maiores contribuintes da campanha do governador Tião Viana com o valor de 300 mil reais.

O estranho é que em resposta aos questionamentos da revista Veja sobre o escândalo, a empresa declarou que não contribuiu com nenhuma campanha eleitoral.

Abaixo as imagens da agenda, da prestação de contas do TSE e da reportagem da revista Veja.


Quando a indústria de ovos em pó anunciada pela deputada Perpetua Almeida iniciar suas atividades, em pouco tempo, a imagem do ovo abaixo só será vista nos albuns de eternas saudades.

Entretanto, a nostalgia será amenizada pela comodidade.

Sendo em pó os ovos não quebrarão.

Com o novo produto, o ditado popular " não carregue todos os ovos na mesma cesta" será revogado e substituído pela moderna expressão " não carregue todos os ovos num mesmo envelope". 

Os tradicionais ovos fritos, serão ovos ralados. 

Os bacanas e ricaços do PT que prefererem o besta omelete aos ovos virados na caçarola terão que se contentar com o "pomelete".

Quem certamente se dará bem com versão comunista dos ovos serão os bajuladores e baba-ovos. 

Em pó, será possivel adicionar a ele uma fragância qualquer, até seiva de alfazema, e a baba gosmenta da clara e da gema virará talco e os baba ovos poderão cheirar à vontade.

A subtração de itens imprecidíveis nos projetos básicos das obras executadas pelo PT é o motivo pelas quais todas apresentam problemas e encarecem ainda mais com a necessidade de manutençoes precoces de dispendiosas.                                     

Pela extensão da ponte sobre rio Tarauacá, cortinas de concreto armado para contenção do aterro nas cabeceiras deveriam ter sido erguidas.

Como estas não foram feitas, o resultado é o que aparece nesta foto acima.

 

Nada contra o jornalista Romerito Aquino, que sequer conheço pessoalmente, mas que “diabos" de tantas reportagens especiais são essas, que faz para o governador de Tião Viana, para merecer tantas diárias e sempre no mesmo valor?
Na imagem abaixo, mais um lote recebido nesta quarta-feira, 9 de abril. 

Como integrante da assessoria de comunicação do governador, deve ser por isso que ele estava comemorando o Dia do Jornalista, como se estivesse a tripudiar de seus colegas.

Vale ressaltar que o Romerito recebe mensalmente R$- 8.816,63 como Coordenador de Projetos e Processos II.